A Brigada de Emergência do Hospital Santo Ângelo realizou simulado de combate a incêndio, na quarta-feira, 7. A atividade foi treinamento-de-combate-incendioorganizada pelo coordenador da Brigada de Emergência, Volmir Alfonso Obadowski e pelo vice-coordenador, Rogério Stefani.
 
A equipe da Brigada de Emergência recebeu orientação sobre as classes de incêndio. Foi explicado que a classe A é para combater chamas em materiais sólidos fibrosos, tais como madeira, papel e tecido que após a queima deixam resíduos como carvão e cinza. Foi salientado que essa classe de incêndio deve ser combatida com extintores de H2O ou de Espuma. Já a B é destinada a líquidos e gases inflamáveis, ou em sólidos que se liquefazem para entrar em combustão (gasolina, GLP, parafina, etc). Neste caso não se utiliza extintores à base de água. E a classe C é para combate a incêndio de equipamentos elétricos energizados: motores, geradores, cabos, etc. Os extintores de pó químico e de CO2 são os permitidos para esse tipo de incêndio.
 
TREINAMENTO
Após receberem as orientações, os integrantes da Brigada de Emergência fizeram treinamento numa simulação de incêndio.