REDUC

Centro de Material e Esterilização do Hospital de Santo Ângelo (CME) é coordenado pela enfermeira Maria Cristina Meneghete. O setor conta com um quadro de 16 profissionais, sendo 15 técnicos de enfermagem e uma enfermeira. O CME é uma unidade que dá apoio técnico em termos de processamento de materiais a praticamente todos os setores do hospital.

Maria Cristina explica que o CME efetua a esterilização de roupas oriundas da lavanderia e após esse processo é feito o armazenamento desse material para a distribuição ao centro cirúrgico, centro obstétrico e as unidades do Hospital Santo Ângelo.

“Também realizamos a limpeza, descontaminação e esterilização de instrumentais cirúrgicos e materiais utilizados para fazer procedimentos, curativos, entre outros. No HSA, o setor também é responsável pelo controle de materiais especiais como órteses e próteses”, explica Maria Cristina.

REDUC

A coordenadora conta que o CME segue as normas estabelecidas pela Resolução da Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a RDC nº 15 de 2012 que “dispõe sobre as boas práticas para o processamento de produtos para saúde”. “O CME tem o cuidado de garantir a esterilidade dos produtos mediante monitoração dos equipamentos e do próprio processo através de testes”, ressalta Maria Cristina.

De acordo com a enfermeira em torno de 20 processos diários são realizados no CME nas autoclaves para esterilizar instrumentais cirúrgicos, aventais, campos, e outros materiais necessários. “Além disso, realizamos a desinfecção de alto nível de materiais termossensíveis como nebulímetros, máscaras de venturi, ambús, entre outros materiais”, finaliza.

 Fotos: Cristiano Devicari